Papa Santo Anastácio I (399-401 DC.)

https://s3.amazonaws.com/New-ANF-Site/Saint+of+the+Day/12-December/Dec+19+Pope+Anastasius+I+1.jpg

Pontificado: 27 de novembro de 399 a 19 de dezembro de 401. Anastácio era aparentemente romano. São Paulino de Nola, a quem ele recebeu em Roma e convidou a participar de seu aniversário em 400, elogiou sua caridade e zelo. Jerônimo também o considerava em alta estima, particularmente por favorecer o grupo anti-origenista dos amigos de Jerônimo em Roma. Depois que Rufino de Aquileia traduziu o Peri Arconte de Orígenes em 398, omitindo ou corrigindo doutrinas heterodoxas atribuídas a Orígenes, Jerônimo foi encorajado a fazer uma tradução literal, renovando assim a controvérsia sobre a ortodoxia de Orígenes, um teólogo sobre quem Anastácio sabia muito pouco. Rufino tinha desfrutado da confiança do papa Sirício, mas evidentemente os amigos de Jerônimo em Roma, particularmente Marcella, e Eusébio de Cremona alertaram Anastácio para os perigos percebidos dos ensinamentos de Orígenes. Quando recebeu uma carta de advertência de Teófilo de Alexandria, provavelmente instigada por Jerônimo, convocou um sínodo romano para condenar o origenismo e depois escreveu a Simpliciano, bispo de Milão, e a seu sucessor, Venério, proscrevendo heresias origenísticas. Rufino, sentindo-se implicado, escreveu uma Apologia dirigida a Anastácio, na qual ele dá uma explicação ortodoxa de sua fé e justifica suas traduções de Orígenes. Anastácio escreveu ainda para João de Jerusálem e, ao mencionar Rufino se declarou desinteressado no destino deste último, desde que não propagasse o origenismo. Anastácio também escreveu ao Concílio de Cartago, que se reuniu em 13 de setembro de 401, para exortar os bispos africanos a continuarem a batalha contra os donatistas (J. D. Mansi, Sacrorum Conciliorum nova et amplissima collectio 3: 1023; 4: 491). Os africanos ignoraram seu conselho, no entanto, e negociaram com os donatistas. Ele morreu em 19 de dezembro de 401 (Liber pontificalis, ed. L. Duchesne, 1: 219) e foi enterrado “ad ursum pileatum”.


Tradução: New Catholic Encyclopedia (Vol I). pp 386-387.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: