A TRISTEZA QUE CURA (Papa Bento XVI)

Há duas espécie de tristeza:
uma tristeza que perdeu a esperança,
que já não confia no amor nem na verdade 
e que por isso desagrega e arruína o homem
por dentro;

Mas também há a tristeza que vem do abalo,
da comoção provocada pela verdade,
que leva o homem à conversão,
à resistência contra o mal.
Esta tristeza cura, porque ensina
o homem a acreditar e a amar de novo.

Na primeira tristeza encontra-se Judas,
o qual – tocado pelo susto provocado
pela própria queda – já não ousa acreditar
e, no desespero, se enforca.

Na segunda espécie de tristeza encontra-se
S. Pedro, o qual, tocado pelo olhar do senhor,
desata em lágrimas, que são salvadoras:
elas lavram em profundidade
o terreno de sua alma.
Ele começa de novo e torna-se novo.

(Papa Bento XVI)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: