Agostinho: “Aquele que é maduro na Fé, não precisa mais das Escrituras “

saint-augustine-justification.jpg

Eu estava lendo De doctrina Christiana de Santo Agostinho hoje e esbarrei em um lugar que causou até mesmo minha própria alma católica a se contorcer. No livro um, chegamos a este capítulo: Capítulo 39 – Aquele que é maduro em fé, esperança e amor, não precisa mais de escritura.

No mínimo, isso mostra que Agostinho não era uma espécie de cristão da “religião do livro” . A escritura instrui na fé, mas não é o objeto de nossa fé. Aqui está a citação completa:

“E assim, um homem que está descansando na fé, esperança e amor, e que se apega firmemente a elas, não precisa das Escrituras, exceto para o propósito de instruir os outros. Assim, muitos vivem sem cópias das Escrituras, mesmo em solidão, com a força dessas três graças [aqui Agostinho parece se referir a eremitas como Santo Antônio do Egito]. De modo que, no caso deles, creio eu, o dito já está cumprido: “Se houver profecias, elas falharão; se há línguas, cessarão; se há conhecimento, desaparecerá. ”1 Coríntios 13: 8 No entanto, por meio desses instrumentos (como podem ser chamados), um grande edifício de fé e amor foi edificado neles, mantendo o que é perfeito, eles não buscam o que é em parte perfeito – claro, quero dizer, tanto quanto possível nesta vida; pois, em comparação com a vida futura, a vida de nenhum homem justo e santo é perfeita aqui. Portanto, o apóstolo diz: “Agora permanece a fé, a esperança e a caridade, estas três; mas a maior delas é a caridade: ”1 Coríntios 13:13 porque, quando um homem tiver alcançado o mundo eterno, enquanto as outras duas graças falharem, o amor permanecerá maior e mais seguro.”

Agora, quando eu estava no Seminário Teológico de Westminster na Filadélfia, fomos ensinados que 1 Cor 13 ensinou “cessacionismo” – a doutrina de que profecia e línguas cessou com a chegada do “perfeito”, que foi assumido como sendo o texto canonizado das Escrituras. Santo Agostinho transforma isso em sua cabeça. Agostinho junta “Escrituras” sob “profecias” e assim conclui que quando o perfeito vier (isto é, fé, esperança e caridade), então a Escritura não é mais necessária.

Uau. A suposição é que se você acredita e age perfeitamente, você não precisa de uma Bíblia.

Só para constar, estou longe de dar a minha Bíblia, já que sou um exemplo bastante pobre de fé, esperança e caridade. Mas ainda assim, estou bastante impressionado com estas palavras de Agostinho.


Tradução:http://www.calledtocommunion.com/2010/02/augustine-he-who-is-mature-in-faith-no-longer-needs-scripture/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: