POR QUE CHORAS?

Mulher, por que choras? Quem procuras?
Tu tens Aquele que procuras, e ignora-O?
Tu tens a verdadeira alegria eterna, e choras?

Tu o tens em ti, Aquele que tu procuras fora.
Verdadeiramente tu deixas-te ficar no exterior,
toda em lágrimas perto de um túmulo.

O meu túmulo é o teu coração;
Eu não estou morto, mas repouso aí,
vivo por toda a eternidade.

A tua alma é o meu jardim.
Tu tinhas razão em pensar que Eu era o jardineiro.
Novo Adão, Eu cultivo o meu paraíso e guardo-o.
As tuas lágrimas, o teu amor e o teu desejo
são obra minha.

Tu me tens em ti sem o saber,
e é por isso que me procuras no exterior.
Eu vou pois aparecer-te lá também
para te fazer entrar em ti mesma a fim
de que encontres no interior
Aquele que procuras no exterior.

(Trecho da Homilia monástica anônima (séc. XIII)
Meditação sobre a Paixão e a Ressurreição de Cristo)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: