O CESAROPAPISMO DOS IMPERADORES BIZANTINOS

O CESAROPAPISMO DOS IMPERADORES BIZANTINOS

LIÇÃO 2: OS TRÊS CAPÍTULOS

O Imperador Justiniano ( 527-565) foi um homem de grande ideal, que tencionou dar ao Império um período de fausto como não o tivera até então. Era, ao mesmo tempo, prepotente, de modo que exerceu forte cesaropapismo. Compreende- se então que as controvérsias teológicas tenham merecido sua zelosa atenção. O Imperador, querendo conciliar os ânimos, só fez provocar maiores tumultos.

O bispo Teodoro Asquida de Cesaréia, muito influente na corte, sugeriu ao Imperador que condenasse três nomes de autores antioquenos tidos como inspiradores do nestorianismo ; dizia que bastaria essa medida para obter a volta dos monofisitas à comunhão da Igreja Universal. Esses três nomes constituíram Três Capítulos , a saber : 1) Teodoro de Mopsuéstia( + 428), sua pessoa e seus escritos ; 2) os escritos de Teodoro de Ciro (+458) contra Cirilo e o Concílio de Éfeso; 3) a carta do bispo Ibas de Edessa(+435) ao bispo Mário de Ardashir em defesa de Teodoro de Mopsuéstia e contra os anátematismo de Cirilo.

O Imperador acolheu a proposta e publicou um édito que anatematizava os Três Capítulos em 543. Este decreto dividiu os ânimos , pois não se viam claramente os erros pretensamente cometidos pelos três autores. Justiniano, porém, obrigou o Patriarca Menas e os bispos orientais a assinar o anátema. Os ocidentais deviam seguir- lhes o exemplo, tendo o Papa Virgílio à frente. Este relutou ; por isto o Imperador mandou buscá- lo de Roma para Constantinopla. Um ano após sua chegada , Virgílio em 548 escreveu o Iudicatum , em que condenava os Três Capítulos, ressalvando, porém, a autoridade do Concílio de Calcedônia.

O gesto do papa causou indignação entre os ocidentais, principalmente no Norte da Africa, pois era uma estrondosa vitória do cesaropapismo. Em consequência, o Papa e o Imperador em 550 decidiram convocar um Concílio Ecumênico para resolver o caso, entrementes nenhuma inovação seria praticada. Todavia em julho julho de 551 Justiniano repetiu o anátema sobre os Três Capítulos — o que provocou ruptura com o Papa Virgílio, que teve de procurar asilo em igrejas de Constantinopla e Calcedônia.

A respeito do Concílio , o Papa e o Imperador já não concordavam entre si. Por isto Justiniano convocou o Concílio por sua exclusiva iniciativa. Reunido sob a presidência de Eutiquio , novo Patriarca de Bizâncio, renovou a condenação dos Três Capítulos ( maio e junho de 553).

Virgílio então em 13/05/553, no decurso do próprio concilio , publicou o Constitutum, que se opunha à condenação dos Três Capítulos. Justiniano não aceitou a nova posição do Papa e mandou cancelar o nome de Virgilio nas orações da Liturgia.

Finalmente, sob o peso das pressões e da doença, o Papa em dezembro de 553 retirou o seu Constitutum e aderiu às decisões do Concílio de Constantinopla de 553. Num segundo Constitutum de 23/02/554, expôs as razões da sua atitude. Em conseqüência, o Imperador permitiu-lhe voltar para Roma; todavia morreu em viagem (555). Era vítima da sua inconstância de seu caráter.

Os papas que lhe sucederam, a começar por Pelágio | ( 556-561), reconheceram o concílio de 553 como ecumênico; é o Constantinopla || . As dioceses do Ocidente aos poucos também o foram reconhecendo, embora tivessem consciência de que significava uma humilhação para o Papado. Notemos que as hesitações do Papa Virgílio não versavam sobre assuntos de fé propriamente dita, mas sobre a oportunidade ou não de se condenarem três nomes de escritores antigos. — O episódio também é interessante por evidenciar quanto era prestigiada a Sé Romana; o Imperador quis absolutamente ganhar o consenso do Papa Virgílio; por isto mandou buscá- lo em Roma e pressionou- o repetidamente para que subscrevesse ao decreto imperial, como se este precisasse da assinatura do papa para ser válido.

Fonte: Escola Mater Ecclesiae.Curso de História da Igreja por Dom Estêvão Bettencourt O.S.B

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: