Oração Formal Não é ”Vã Repetição”

Tradução: Biblical Evidence: Formal Prayer Isn’t “Vain Repetition” | Dave Armstrong

https://i0.wp.com/voiceofthefamily.com/wp-content/uploads/2017/12/ourladyoftherosary.jpg
De meu livro de 2009, Provas da Bíblia para as verdades católicas, exceto que os versos são da RSV abaixo (não na KJV).

*****

Salmos 136: 1-5 [1] Dai graças ao SENHOR, porque ele é bom, porque o seu amor constante dura para sempre.
[2] Dai graças ao Deus dos deuses,
porque o seu amor constante dura para sempre.
[3] Dai graças ao Senhor dos senhores,
porque o seu amor constante dura para sempre;
[4] para aquele que sozinho faz grandes maravilhas,porque o seu amor constante dura para sempre;
[5] àquele que, inteligentemente fez os céus,
porque o seu amor constante dura para sempre;


A mesma frase exata é repetida em 26 versos seguidos, para todo o Salmo. Obviamente, então, Deus não se opõe a toda repetição. Repetição é um dispositivo usado em todos os Salmos e também em Provérbios e nos profetas. Por exemplo, no Salmo 29, “voz do Senhor” é repetida sete vezes em tantos versículos. “Tu tens” é repetido em seis versos diretos no Salmo 44: 9-14.

Instruções relativas à Lei mosaica nos cinco primeiros livros são extremamente repetitivas. Instruções elaboradas e meticulosas para a arca da aliança (Êx 25: 1-22), o tabernáculo (Êx 25: 23-40; capítulos 26-27) e o Templo (1 Reis, capítulos 6-7) ilustram a altamente natureza ritualística do culto hebraico (ver também Levítico 23: 37-38 e 24: 5-8). Os quatro evangelhos frequentemente repetem os ditos uns dos outros. Muitos outros exemplos podem ser citados.


Mateus 6:7:“Nas vossas orações, não multipliqueis as palavras, como fazem os pagãos que julgam que serão ouvidos à força de palavras.”


Jesus está discutindo “frases vazias”. O battalogeo grego aqui significa “repetir futilmente” ou “frases sem sentido e mecanicamente repetidas”. Assim, o Senhor está condenando orações proferidas sem a devida reverência ou respeito a Deus.


Apocalipse 4:8:“Estes Animais tinham cada um seis asas cobertas de olhos por dentro e por fora. Não cessavam de clamar dia e noite: Santo, Santo, Santo é o Senhor Deus, o Dominador, o que é, o que era e o que deve voltar.”


Deus está preocupado com as disposições interiores e a justiça do adorador, e adesão aos Seus mandamentos (por exemplo, Is 56: 6-7; Jr 17: 24-26; Mal 1:11), não com aparência exterior ou quantas vezes algo é repetido (o que é contradito pelo Salmo 136 e a passagem acima). Este é um tema comum nas Escrituras, e é visto nas seguintes passagens:


Isaías I: 13-17: “De nada serve trazer oferendas; tenho horror da fumaça dos sacrifícios. As luas novas, os sábados, as reuniões de culto, não posso suportar a presença do crime na festa religiosa. Eu abomino as vossas luas novas e as vossas festas; elas me são molestas, estou cansado delas. Quando estendeis vossas mãos, eu desvio de vós os meus olhos; quando multiplicais vossas preces, não as ouço. Vossas mãos estão cheias de sangue, lavai-vos, purificai-vos. Tirai vossas más ações de diante de meus olhos. Cessai de fazer o mal, aprendei a fazer o bem. Respeitai o direito, protegei o oprimido; fazei justiça ao órfão, defendei a viúva.”

Jeremias 6: 19-20:“Terra, escuta: vou mandar sobre esse povo uma desgraça, fruto de suas maquinações, já que não ouviu as minhas palavras, e desprezou os meus ensinamentos. Que me importam o incenso de Sabá e as canas aromáticas de longínquos países? Não me agradam vossos holocaustos, nem me comprazem os sacrifícios”

Amós 5: 2-14, 21-24: “caiu, e não se levantará mais a virgem de Israel. Está atirada sobre o seu próprio solo; ninguém a levanta. Porque eis o que diz o Senhor Javé: A cidade que punha em linha de combate mil guerreiros não possuirá mais que cem; a que punha cem guerreiros ficará reduzida a dez, na casa de Israel. Eis o que diz o Senhor à casa de Israel: Buscai-me e vivereis! Não busqueis Betel, não entreis em Gálgala, nem vos dirijais a Bersabéia. Porque Gálgala será deportada e Betel, aniquilada. Buscai o Senhor e vivereis; do contrário ele mandará sobre a casa de José um fogo que a devorará, sem haver em Betel quem o apague. Convertem o direito em absinto, e lançam por terra a justiça. (Aquele que criou as Plêiades e o Órion, aquele que muda as trevas em aurora e transforma o dia em noite, que chama as águas do mar e as derrama sobre a face da terra, seu nome é o Senhor. Ele faz cair os lugares fortificados, e lança a ruína sobre a fortaleza.) Eles aborrecem os que os repreendem à porta, e detestam o homem de palavras íntegras. Por isso, porque oprimis o pobre e lhe extorquis tributos em trigo, não habitareis estes palácios de pedra que construístes; não bebereis o vinho destas vinhas de escol que plantastes. Porque conheço o número de vossos crimes e a gravidade de vossos pecados, opressores do justo, exatores de dádivas, violadores do direito dos pobres em juízo. Por isso o prudente se cala neste tempo, porque é tempo mau. Buscai o bem e não o mal, e vivereis; e o Senhor Deus dos exércitos estará convosco, como o dizeis… “Aborreço vossas festas; elas me desgostam; não sinto gosto algum em vossos cultos; quando me ofereceis holocaustos e ofertas, não encontro neles prazer algum, e não faço caso de vossos sacrifícios e animais cevados. Longe de mim o ruído de vossos cânticos, não quero mais ouvir a música de vossas harpas; mas, antes, que jorre a eqüidade como uma fonte e a justiça como torrente que não seca.”

Mateus 15: 7-9: “Hipócritas! É bem de vós que fala o profeta Isaías: Este povo somente me honra com os lábios; seu coração, porém, está longe de mim. Vão é o culto que me prestam, porque ensinam preceitos que só vêm dos homens (Is 29,13).”

Mateus 23:23: “Ai de vós, escribas e fariseus hipócritas! Pagais o dízimo da hortelã, do endro e do cominho e desprezais os preceitos mais importantes da lei: a justiça, a misericórdia, a fidelidade. Eis o que era preciso praticar em primeiro lugar, sem contudo deixar o restante.”

Tiago 1: 26-27: “Se alguém pensa ser piedoso, mas não refreia a sua língua e engana o seu coração, então é vã a sua religião. A religião pura e sem mácula aos olhos de Deus e nosso Pai é esta: visitar os órfãos e as viúvas nas suas aflições, e conservar-se puro da corrupção deste mundo.


A adoração ritualística e formal de Deus é descrita como ocorrendo no céu (Apocalipse 4: 8-11; 5: 8-14), completa com orações repetitivas (Apocalipse 4: 8 acima), e cantos repetidos ou hinos (4:11, 5: 9-10).


 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑

<span>%d</span> blogueiros gostam disto: