OS PROTESTANTES ESTÃO TIRANDO MAIS UMA FRASE SANTA DO CONTEXTO.

OS PROTESTANTES ESTÃO TIRANDO MAIS UMA FRASE SANTA DO CONTEXTO.

Mais uma vez, não levam em consideração o significado das expressões.
O contexto da citação da imagem é uma conhecida carta de Santa Catarina de Sena a um nobre, quando ela diz: “Ainda que ele fosse um demônio encarnado, jamais devo levantar a cabeça contra ele”, ela pede para que o nobre não cometa um assassinato ou qualquer ato de crueldade contra o Papa, para que não faça “justiça com as próprias mãos”, mas deixe que Deus faça a sua justiça, assinala que o Demônio já usou a virtude como pretexto do seu desejo de fazer “justiça contra os pastores maus”, sem autoridade para isso. Eis o contexto, extraído da obra Cartas Completas de Santa Catarina de Sena,

“Carta 28, Cesse a Guerra contra o Papa, Para Bernabó Visconti, pág. 204”: “Ainda que ele fosse um demônio encarnado, jamais devo levantar a cabeça contra ele. Sempre devo humilhar-me e implorar misericórdia. É a única maneira de receber ou participar dos frutos da redenção. Peço vos que nada façais contra o vosso chefe.
Não vos admireis se o demônio, como já o fez (no passado), venha pôr uma coloração de virtude no desejo de fazer justiça contra os pastores maus e culpados. Não acrediteis nele. Não façais justiça em assuntos que não vos dizem respeito. Nosso Salvador não o quer. Ele afirma que os pastores são seus ungidos (Sl 104,15).
Deus não quer que vós e qualquer outra pessoa façais justiça. Ele a fará. Assim como não convém que um servo assuma a autoridade do juiz para exercer a justiça contra um malfeitor. Seria uma atitude má, porque não toca a ele fazer tal coisa.”

São Pedro também dizia aos escravos que obedecessem a seus senhores mesmo que fossem maus (I Pedro 2, 18) mas, certamente, não queria dizer com isso que se deve obedecer às más ordens dos maus senhores, nem a Igreja jamais orientou assim (caso contrário, os mártires teriam oferecido sacrifícios aos deuses para obedecer ao imperador).
É descartado por qualquer Católico que estude a Sã doutrina e figuras de linguagem que Santa Catarina exija uma obediência “absoluta” ao Papa. Na verdade, a Igreja ensina que a absoluta obediência é devida somente a Deus. A isto completa-se o que ensinou São Bernardo de Claraval: Aquele que faz o mal sob o pretexto de obediência, faz antes um ato de rebeldia do que de obediência. Faz uma inversão das coisas: deixa de obedecer a Deus para obedecer aos homens.

~ por Confraria Guadalupe

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: